Publicações → Revista Direito Diário v. 1, n. 1, jan/jun 2018 → Artigo: A HERMENÊUTICA JURÍDICA À LUZ DA VIRAGEM LINGUÍ...
A HERMENÊUTICA JURÍDICA À LUZ DA VIRAGEM LINGUÍSTICA
ISSN: 2595-1408
Por Antônio Carlos Rodrigues Aragão Filho
Leia esse artigo
Resumo

Este trabalhou apresenta uma releitura da Hermenêutica Jurídica à luz das concepções produzidas pela viragem linguística, principalmente em sua vertente pragmática. A partir dessa abordagem, busca-se melhor compreensão do trabalho do intérprete precisamente quando interpreta e aplica a norma. Nesse sentido, entende-se a Hermenêutica Jurídica como uma terceira língua (Língua Hermenêutica) que torna possível a tradução entre a Língua da Norma e a Língua da Realidade, dentro dos conceitos produzidos por Tércio Sampaio Ferraz Jr.

Palavras-chave: Hermenêutica Jurídica. Viragem Linguística. Abordagem pragmática do Direito.
Abstract

This work presents a re-reading of Legal Hermeneutics in light of the conceptions produced by the linguistic turn, mainly in its pragmatic aspect. From this approach, a better understanding of the interpreter’s work is sought precisely when he interprets and applies the norm. In this sense, Legal Hermeneutics is understood as a third language (the Hermeneutic Language) that makes possible the translation between the Normative-Language and the Reality-Language, within the concepts produced by Tércio Sampaio Ferraz Jr.

Keywords: Legal Hermeneutics. Linguistic Turn. Pragmatic approach to Law.
Referências

BOURDIEU, Pierre; PASSERON, Jean-Claude. La reproduction: element pour une théorie du système d’enseignement. Paris: Les editions de minuit, 1970.

FERRAZ JUNIOR, Tércio Sampaio. Função Social da Dogmática Jurídica. 2ª Ed. São Paulo: Atlas, 2015.

______. Introdução ao Estudo do Direito: Técnica, Decisão, Dominação. 4ª Ed. São Paulo: Atlas, 2003.

JAMESON, Kimberly A.; HIGHNOTE, Susan M.; WASSERMAN, Linda M. Richer color experience in observers with multiple photopigment opsin genes. Psychonomic Bulletin & Review, Madison, v. 8 (2), 2001, p. 244-261. Disponível em: <https://web.archive.org/web/20120214002707/http://www.klab.caltech.edu/cns186/papers/Jameson01.pdf>. Acesso em 04 dez. 2016.

KELSEN, Hans. Teoria Pura do Direito. Tradução de João Baptista Machado. 6ª Ed. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

MARQUE NETO, Agostinho Ramalho. Subsídios para pensar a possibilidade de articular Direito e Psicanálise. Empório do Direito, publicado em 27 de maio de 2015. Disponível em: <http://emporiododireito.com.br/subsidios-para-pensar-a-possibilidade-de-articular-direito-e-psicanalise-por-agostinho-ramalho-marques-neto/>. Acesso em 29 de out. de 2016.

MORGENSTERN, Flávio. Política além das aparências, 2015, 1º Ciclo de Palestras Santa Generosa. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=P3dqpZmCM8I>. Acesso em 15 de nov. de 2016.

NEW WORLD ENCYCLOPEDIA. Disponível em: <http://www.newworldencyclopedia.org/entry/Bezold_Effect>. Acesso em 15 nov. 2016.

NINO, Carlos Santiago. Introducción al análisis del derecho. 2ª Ed. Buenos Aires: Astrea, 1980.

NOWAK, Leszek. De la rationalité du législateur comme élément de la interprétation juridique. Logique & Analyse, Brussels, v. 12, n. 45, p. 65-86, 1969. Disponível em: <http://virthost.vub.ac.be/lnaweb/ojs/index.php/LogiqueEtAnalyse/article/view/340>. Acesso em 5 de nov. 2016.

SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de Linguística Geral. Tradução de Antônio Chelini, José Paulo Paes e Izidoro Blikstein. 27ª Ed. São Paulo: Cultrix, 2006.

STRECK, Lenio Luiz. Hermenêutica Jurídica e(m) Crise: uma exploração hermenêutica da construção do Direito. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 1999.