Publicações → Revista Direito Diário, 6ª Edição v. 1, n.1, out/dez 2019 → Artigo: O Feminicídio e a Tutela Jurídica de Proteção à...
O Feminicídio e a Tutela Jurídica de Proteção à Mulher: Igualdade de Gênero ou Afronta à Isonomia?
ISSN: 2595-1408
Por Thainara de Brito Araujo
Leia esse artigo
Resumo

A presente pesquisa visa abarcar o tema do feminicídio, introduzido no Brasil pela Lei n° 13.104/2015. Inicialmente, se propõe a definir a modalidade criminosa e traçar um aparato geral sobre a proteção conferida à mulher pelo direito brasileiro. Logo em seguida, demonstram-se os índices de violência de gênero e expõe a misoginia cultural presente no país. Por fim, trabalha-se a referida lei e a questão da sua afronta ao princípio da isonomia, demonstrando a inexistência de ofensa a qualquer direito ou garantia fundamental. A vertente teórico-metodológica a que se filia a investigação é predominantemente jurídico-sociológica. É dedutiva quanto ao método de abordagem. Em relação aos procedimentos de pesquisa, é preponderantemente bibliográfica e documental.

Palavras-chave: Feminicídio. Lei n° 13.104/2015. Princípio da igualdade.

Abstract
This research aimed to cover the theme of feminicide, introduced in Brazil by Law nº 13.104/2015. Initially, it proposes to define the criminal modality and outline a general apparatus on the protection afforded to women by Brazilian Law. Soon after, it demonstrates the rates of gender violence and exposes the cultural misogyny present in the country. Finally, it deals with this law and the question of its affront to the principle of equality, demonstrating that there is no offense against any fundamental right or guarantee. The theoretical-methodological aspect to which research is affiliated is predominantly juridical-sociological. It is deductive as to the approach method. Regarding research procedures, it is predominantly bibliographic and documentary. Keywords: Femicide. Law No. 13.104 / 2015. Principle of equality.
Referências
BRASIL, República Federativa. Código Penal. IN: VADE MECUM Saraiva. 18° Ed. São Paulo: Saraiva, 2013. BRASIL, República Federativa. Lei Nº 11.340, de 7 de agosto de 2006. Cria mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/lei/l11340.htm> Acesso em: 10 set. 2015. BRASIL, República Federativa. Lei n° 13.104, de 09 de março de 2015. Altera o art. 121 do Decreto-Lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13104.htm> Acesso em: 13 set. 2015. BRASIL, República Federativa. Lei n° 8.702, de 25 de julho de 1990. Dispõe sobre os crimes hediondos, nos termos do art. 5º, inciso XLIII, da Constituição Federal, e determina outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/leis/L8072.htm>. Acesso em: 13 set. 2015. CENSORI, Luciano. El delito de femicidio y su constitucionalidad. Disponível em: < http://perso.unifr.ch/derechopenal/assets/files/articulos/a_20141108_01.pdf> Acesso em: 19 out. 2015 CHRYSSAFIDIS, Larissa Castro; COUTO, Maria Cláudia Girotto; GIANNATTASIO, Arthur Roberto Capella; MACHADO, Marta Rodriguez de Assis; MATSUDA, Fernanda Emy; PRYZBYLSKI, Larissa Chacon; SILVA, Mariana Lins do Carli e; TOZI, Thalita Sanção. A violência doméstica fatal: o problema do feminicídio íntimo no brasil. Disponível em: < http://www.pnud.org.br/arquivos/publicacao_feminicidio.pdf> Acesso em: 19 out. 2015 DIAS, Maria Tereza Fonseca. GUSTIN, Miracy Barbosa de Sousa. (Re)pensando a pesquisa jurídica: Teoria e prática. 3° ed. Belo Horizonte: Editora DelRey, 2010. D’OLIVEIRA, Maria Christina Barreiros. Breve análise do princípio da isonomia. Disponível em: < http://institutoprocessus.com.br/2012/wp-content/uploads/2011/12/3_edicao1.pdf> Acesso em: 19 out. 2015 FERNANDES, Bernardo Gonçalves. Curso de Direito Constitucional. 7° ed. Editora Juspodivm: Salvador, 2015. FIGUEIREDO, Rudá Santos. HIRECHE, Gamil Föppel El. Feminicídio é medida simbólica com várias inconstitucionalidades. Disponível em: <http://www.conjur.com.br/2015-mar-23/feminicidio-medida-simbolica-varias-inconstitucionalidades> Acesso em: 10 set. 2015 GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4° ed. São Paulo: Editora Atlas, 2002. GRECO, Rogério. Curso de Direito Penal: Parte Geral. Vol I. 16° ed. Editora Impetus: Niterói, 2014.