6 dúvidas comuns sobre a tradução juramentada de documentos para imigração

Conheça 6 perguntas comuns que dizem respeito ao serviço de tradução juramentada de documentos.

 

A tradução de documentos para imigração apresenta um duplo desafio para os profissionais da área. 

 

É fundamental que eles usem suas habilidades linguísticas em um contexto meticuloso com terminologia específica e desempenhem um papel fundamental na aplicação legal de um documento oficial. 

 

Além disso, esse trabalho requer uma competência técnica impecável combinada com um conhecimento profundo do sistema jurídico da região em questão. 

 

Vale lembrar que o principal diferencial das traduções juramentadas é a garantia da veracidade das informações apresentadas.

 

Confira agora 6 das dúvidas mais comuns relacionadas a esse tipo de serviço. 

1. Quando você precisa de uma tradução juramentada?

No mundo jurídico, as traduções juramentadas são necessárias para todo documento que for solicitado seja compreendido pelas autoridades do país que o portador está visitando. 

 

Geralmente, essas traduções são os únicos formatos que são aceitos por prefeituras, tribunais, organizações internacionais e toda instituição que represente ou se reporte ao governo local.

 

Os exemplos incluem documentos relativos ao estado civil, como certidões de nascimento, casamento ou óbito e diplomas; sentenças judiciais ou extratos emitidos por uma Câmara de Comércio e também documentos empresariais como atas, contratos e livros contábeis.

 

Assim como cada situação requer um conjunto de documentos, quando eles precisam ser apresentados fora de seu país de origem têm a obrigação legal de acompanhar sua determinada tradução juramentada. 

2. Quem garante a qualidade da tradução?

Uma tradução juramentada é diferente de uma tradução normal porque é assinada e carimbada por um tradutor juramentado e é, graças a isso, considerada legalmente da mesma forma que o objeto traduzido. 

 

Além disso, as traduções juramentadas acompanham dados do tradutor responsável como seu CPF e seu número de identificação na junta comercial em que está registrado.

 

Com esses dados é possível confirmar se o profissional é mesmo um tradutor juramentado, também chamado de tradutor público, e garantir a veracidade das informações ali contidas.

 

A assinatura e o carimbo que um documento com tradução juramentada possuem são reconhecidos através de um registro no Ministério das Relações Exteriores. Isso, através do Conselho Distrital da região em que o tradutor atua.

 

Tais informações garantem a qualidade do trabalho e podem ser verificadas consultando a Junta Comercial da região, um cuidado essencial para o processo de imigração ser bem sucedido.

3. Quanto custa uma tradução juramentada?

Não há uma resposta direta para isso, o serviço de tradução de documentos para imigração depende de diversos fatores, como por exemplo:

 

  • O par de idiomas envolvido;
  • A dificuldade que o texto possui;
  • O valor que pode ser descontado por repetições ou correspondências exatas;
  • Se memória de tradução ou tradução automática está ou não envolvida;
  • Se requer uma revisão específica ou qualquer outro serviço adicional.

 

Na hora de criar uma boa proposta comercial são analisadas essas e outras variáveis, mas o que se tem por parâmetro é o sistema de medidas próprio do serviço, a lauda.

 

Ela corresponde a uma determinada quantidade de termos escritos estipulada pela junta local. Ex: 1000 termos = 1 lauda. E só após uma análise do documento a ser traduzido é possível realizar um orçamento com base na quantidade de laudas.

 

De modo geral, o valor do serviço é tabelado pelas Juntas Comerciais e pode ser verificado a qualquer momento.

4. Quanto tempo demora o serviço?

Assim como no caso do preço, não existe uma resposta padrão quando falamos de prazos, pois normalmente os mesmos fatores são considerados para estipular a entrega.

 

Por via de regra, a tradução começa a partir do momento em que o tradutor recebe a cópia do documento e tem a aprovação do cliente após a análise orçamentária.

 

É essencial que a versão final do documento fonte seja entregue ao tradutor no início do processo de tradução. Depois de concluída a etapa de certificação, o tradutor não pode fazer mais modificações no documento. 

 

Considerando a natureza meticulosa desse procedimento, mesmo uma pequena modificação pode ter um grande impacto nos custos e prazos de uma tradução juramentada.

 

É melhor fornecer um documento original e completo desde o início do processo para garantir que todos os envolvidos tenham uma compreensão clara dos prazos do processo. 

 

E caso você precise que a tradução seja entregue o mais rápido possível ou com um intervalo de tempo mais curto, outro fator que afeta o valor do serviço.

5. O que é necessário para começar?

Uma simples pesquisa sobre o oferecimento do serviço pode solucionar essa questão.

 

Antigamente a tradução juramentada só podia ser realizada mediante a entrega física do documento, hoje já existe aprovação legal para a apresentação digital, o que torna a adesão mais prática de encontrar e adquirir.

 

Alguns profissionais e empresas que oferecem o serviço ainda fazem questão de ter a cópia física dos documentos para traduzi-los, mas essa já não é uma necessidade de ofício e sim um método particular. Sendo assim, você pode enviar por meios digitais como por e-mail.

 

Na verdade, esta é a opção mais conveniente tanto para o tradutor quanto para o solicitante da tradução, pois evita deslocamentos desnecessários e agiliza os processos de tradução e cotação.

6. Onde encontrar tradutores juramentados?

Além dos profissionais que atuam em escritórios próprios, é recomendável procurar por tradutores juramentados de empresas que prestam o serviço em diversos idiomas e que tenham experiência no mercado.

 

A segurança e a tranquilidade na contratação de um profissional juramentado de uma empresa especializada é sempre muito importante na hora de decidir e faz uma enorme diferença principalmente para quem está procurando essa tradução pela primeira vez. 

 

O apoio que uma empresa do ramo pode oferecer em casos emergenciais, sobretudo às vésperas de viagens, ajuda muito. Trata-se de um suporte profissional bem visto e muito esperado em qualquer ramo de atividade.

 

No caso da tradução, isso ocorre graças ao fato de que os profissionais que almejam trabalhar com a juramentação prestam um concurso público de grande dificuldade.

 

Depois, os que desejam representar uma boa empresa do ramo ainda passam por testes e entrevistas rigorosos até que sejam aprovados de acordo com sua competência.

 

E esse processo seletivo assegura que a empresa escolhida pelo cliente terá plenas condições de corresponder tudo o que lhe for solicitada.

 

O mais importante a se considerar é que a mudança de um país para outro pede cautela na separação dos documentos e o ideal é que, tanto a emissão quanto a tradução juramentada sejam realizados com antecedência.

 

Consulte os órgãos competentes a quem deverá se reportar, liste todos os documentos que pedirem e se organize levando em conta o tempo que possui, a tranquilidade que deseja e o valor que será investido.