Advogado criminalista é uma das muitas possibilidades de atuação para quem se forma em Direito. Se você acabou de se formar e está pensando em atuar nessa área, conheça qual a importância do Direito Criminal e seus deveres como profissional criminalista.

Continue lendo esta postagem para conhecer melhor as atribuições do advogado criminalista, a fim de se decidir sobre os rumos de sua carreira profissional. 

O que é o Direito Penal 

O Direito Penal é o encarregado pelo poder de punir pessoas que têm comportamentos e atitudes que vão de encontro às leis, ferindo a sociedade e fomentando a desordem social. Além das pessoas físicas, as jurídicas também sofrem as punições por meio do direito penal.

O objetivo principal desse direito é proteger os bens e os direitos fundamentais, como a propriedade, a vida e a liberdade. Outra preocupação dele é garantir os direitos da pessoa humana. 

A base desse direito são o Código de Processo Penal, Código Penal  e legislação penal complementar.

O que o advogado criminalista faz?

O advogado criminalista – ou penalista – atua em uma das áreas mais dinâmicas de todo o Direito. O profissional está presente também nos tribunais, além das visitas aos clientes em cadeias e de fazer acompanhamentos a este na delegacia. 

Seu principal papel é orientar seu cliente durante todo o processo penal e evitar que ele sofra abusos ou injustiças por parte das autoridades. 

Ou seja, o advogado criminalista trabalha a favor da lei e da justiça, fazendo com que se cumpra o Código Penal, porém de forma justa, sem excessos ou faltas. 

Apesar de sua função na sociedade ser muito bem determinada, a sociedade ainda tem certa dificuldade de compreender sua importância e pode enxergá-lo de uma maneira equivocada, e o profissional precisa aprender a lidar com esse olhar. 

Deveres do advogado

Enquanto tenta se equilibrar sobre sua escolha e a visão que a sociedade tem dele, o advogado criminalista tem alguns deveres que regem sua profissão e é sobre isso que falaremos agora.

Dever de expor os fatos conforme a veracidade

O advogado criminalista tem o dever de apresentar os fatos de acordo com a verdade, ele não pode apresentá-los de outra forma que não essa. Por isso é necessário que o cliente seja claro e tenha compromisso com a verdade. 

Ainda que o cenário possa resultar em pena para o seu cliente, ele não pode tentar maquiar ou mentir sobre como as coisas aconteceram. O advogado tem o dever de falar a verdade, sempre. 

Dever de boa fé

Agir de boa fé não tem a ver apenas com falar a verdade, vai muito além disso. O profissional precisa se comprometer com a esquiva de diligências que visam apenas protelar o processo e deve agir de forma cooperativa. 

Ou seja, ele precisa defender seu cliente e, ao mesmo tempo, colaborar com as investigações e com a execução das penas que estão dispostas no Código Penal. 

Dever de lealdade

Ainda, o profissional criminal tem o dever de ser leal à legislação, agindo de acordo com ela e em seu favor. Não pode prejudicar seus colegas de profissão ou fugir de forma escusa de seu principal objetivo. 

Em outras palavras, ele precisa ser honesto consigo, com seu cliente e, principalmente, com a justiça que defende e pela qual atua.

Dever de formular defesas com fundamento jurídico

Um dos principais objetivos dos advogados criminalistas deve ser a realização de defesas com forte embasamento jurídico. Para isso é necessário conhecer muito bem a legislação e saber quais caminhos percorrer durante o processo.

Portanto, se você está pensando em atuar na área do direito penal, saiba que é de extrema importância agir honestamente, pautado pela legislação e de com boa fé. O profissional, como já foi dito aqui, deve trabalhar a favor da verdade e com forte base legal. 

Como ser um bom advogado criminalista? 

Algumas dicas podem ajudar você, egresso do curso de Direito, a se tornar um profissional de excelência e de boa reputação. Veja algumas dicas para trabalhar na área na atualidade. 

Invista no marketing de relacionamento

Nenhum cliente ficará ao seu lado se não se sentir seguro. Se espera de um profissional criminalista que ele tenha uma certa empatia por quem defende, por isso é importante investir em seu marketing de relacionamento.

Para tanto, procure conhecer seu cliente, seu contexto familiar, sua realidade e sua rede de relacionamentos. Isso será importante para você montar uma percepção mais aproximada dele. 

Solucione o problema do cliente

Esse deve ser o grande objetivo. Ainda que o crime cometido seja de extrema gravidade, é dever do advogado encontrar formas de sua punição ser deferida exatamente como diz a lei, sem haver excessos ou abusos. 

Portanto, mostre ao seu cliente que você está comprometido com seu caso e que fará tudo o que estiver ao seu alcance, juridicamente falando, para que a pena seja a mais branda possível dentro da lei. 

Use a tecnologia ao seu favor

Muita coisa hoje pode ser resolvida na justiça através da tecnologia. A internet ajudou a acelerar diversos processos e você deve usar isso a seu favor e a favor do seu cliente. Não espere resolver todos de forma presencial, faça o que puder para adiantar seu trabalho remotamente.

Além disso, esteja atento às novas tecnologias e como a lei tem se moldado a ela. Investigue novos modos de atuação que estão sendo implantados ao direito e à atuação dos advogados. 

Tome decisões corretas

Pode parecer difícil, mas com o tempo o advogado criminalista começa a aprender quais decisões são as mais assertivas. Evite se precipitar e aceite conselhos dos colegas mais experientes e que sejam de sua confiança.

Por fim, entenda que ser um bom advogado criminalista tem muito a ver com lealdade, honestidade, embasamento jurídico e inteligência emocional. Tenha em mente que o tempo será precioso e fará total diferença na qualidade de sua atuação. 

Quando você é acusado de um crime, liga para um advogado criminal. Quando você está sendo processado, ou você quer processar alguém, você chama um advogado civil. Em litígios não criminais, advogados civis desempenham a mesma função que promotores e advogados de defesa. Em um caso de lesão corporal, por exemplo, o advogado do autor tenta provar que o réu causou a lesão e deve pagar uma indenização. O advogado de defesa tenta provar o contrário.

 

Descrição do trabalho de advogado civil

Uma vez que um demandante ou réu contrate um advogado civil, esse advogado assume o litígio. Embora ele tenha que adiar para o cliente questões como aceitar uma oferta de acordo, o advogado é responsável pelas tarefas básicas, como:

  • Entreviste todos os envolvidos para construir o caso.
  • Aceite depoimentos de testemunhas.
  • Comunique-se com os advogados da outra parte e com o tribunal.
  • Arquive moções, resumos e outros documentos, conforme necessário.
  • Atenda a solicitações de descoberta da outra parte, na qual você está solicitando informações específicas. Em um caso de divórcio, a descoberta envolve que os cônjuges listem seus recursos e ativos financeiros.
  • Contrate testemunhas especializadas.
  • Negocie um acordo com os advogados do outro lado.
  • Apresente o caso a um júri ou juiz.

 

Advogado Civil e  Educação

Os requisitos de educação para advogados civis são muito parecidos com os de um advogado criminal. Você precisa se formar em uma faculdade de direito credenciada com um Juris Doctor, abreviado como JD. Para entrar na faculdade de direito, você geralmente precisa de pelo menos um diploma de bacharel.

Embora os aspirantes a graduandos possam se referir a si mesmos como pré-lei, não há uma especialização em direito real no momento da redação deste artigo. É uma mentalidade que você esteja fazendo cursos visando ingressar na faculdade de direito depois de concluir o bacharelado ou logo depois. Os principais cursos de especialização em direito incluem ciência política, economia, administração de empresas, história, inglês e retórica. Outros cursos também são aceitáveis, pois as escolas de direito gostam de recrutar estudantes de direito de diversas formações acadêmicas.

 

Embora a maioria das aulas da faculdade de direito seja a mesma de outros tipos de advogados, você terá a oportunidade de fazer cursos especializados adequados aos seus interesses. O direito civil abrange uma variedade de campos; portanto, seu currículo pode não corresponder ao de outros advogados civis. Sua barra de status poderá ajudá-lo a encontrar um mentor que possa lhe dar conselhos sobre carreira e curso.

Após a formatura, você precisará passar no seu exame de licenciamento para se tornar um membro da ordem do estado, para que esteja autorizado a exercer a advocacia.

 

Especializações para Advogados Civis

O direito civil abrange uma ampla gama de assuntos:

  • Direito imobiliário.
  • Lei do senhorio / inquilino.
  • Lei de danos pessoais.
  • Tipos tóxicos, envolvendo litígios sobre a exposição ao amianto e outras substâncias perigosas.
  • Advogados de divórcio.
  • Advogados dos direitos dos gays.
  • Lei de contrato.

A maioria dos advogados civis é especializada em um campo ou em alguns campos relacionados.

Algumas empresas acham mais barato montar ou expandir sua equipe jurídica interna, em vez de pagar um advogado externo por comissão. Os advogados civis podem encontrar emprego em bancos, seguradoras e prestadores de serviços de saúde, entre outras empresas

 

Realização de trabalho

Na verdade, os advogados têm a oportunidade de fazer a diferença na vida de seus clientes e na vida das pessoas em todos os lugares, pois um único caso pode estabelecer precedência para milhares de casos futuros. Neste trabalho, seu trabalho duro é recompensado não apenas em dinheiro, mas também em um sentimento de satisfação com sua carreira.

Variedade de empregos

A maioria dos advogados optam por se especializar em uma área do direito. Suas opções variam de danos pessoais a leis imobiliárias, e qualquer especialização que você escolher, você terá a chance de aprender muito sobre esse setor. Mesmo dentro de uma única especialidade, suas tarefas diárias variam significativamente, o que mantém sua vida no trabalho interessante.

Opções de avanço

Depois de ter um diploma e uma licença para exercer a advocacia, você também pode buscar opções avançadas de carreira. Advogados com experiência em seu campo podem subir na hierarquia em consultórios particulares, tornando-se um parceiro nos negócios. Você também pode se tornar um juiz ou educador em seu campo.

Educação

Como advogado, você aprenderá constantemente, mesmo que não volte à escola para treinamento avançado oficial. Ao trabalhar em casos, você pesquisará casos anteriores, aprenderá sobre leis obscuras e conhecerá os meandros de sua especialização. Você também tem a chance de voltar à escola para obter mais educação e, se você trabalha em um escritório de advocacia, eles podem até reembolsar sua taxa de matrícula para incentivar os funcionários a considerar obter outro diploma ou diploma.

Conhecimentos jurídicos

Conhecer a lei pode ser útil em sua vida diária, ao comprar imóveis, lidar com um acidente de carro, criar um testamento ou fazer qualquer tipo de compra. Essa não é, de longe, uma lista abrangente de quando o conhecimento da lei pode ajudá-lo em sua vida cotidiana e, normalmente, você descobrirá que amigos e familiares costumam procurá-lo para obter conselhos não oficiais sobre questões jurídicas ou comerciais.