Crédito da imagem: Bruce Mars/Pexels

 

Parabéns! Você finalmente conseguiu terminar a faculdade de Direito com louvor, já tirou a carteira da OAB e agora pretende abrir o seu próprio escritório de advocacia. Só que, ao invés de você estar feliz, parece que o trabalho de procura por uma boa sala comercial para alugar em Curitiba está mais lhe tirando a paciência do que qualquer outra coisa.

Pois é, comprar ou alugar um espaço de escritório que atenda às suas necessidades e ao seu orçamento pode ser algo bastante estressante para iniciantes. Mas, acredite, não precisa ser assim.

Não importam quantas opções tenham de sala comercial para alugar em Curitiba, não importam os preços e nem mesmo a localização. Se você tiver as informações e ferramentas certas desde o início da sua procura, o processo poderá se tornar muito mais rápido e produtivo para você.

Aqui estão sete dicas para encontrar o espaço perfeito para o seu escritório de advocacia, esteja você procurando por uma sala comercial à venda ou para alugar.

1. Saiba de quanto espaço você precisa

Normalmente, uma boa regra é ter cerca de 90 metros quadrados para cada quatro a seis pessoas que irão trabalhar no seu escritório. Dependendo do layout, você deve ser capaz de “espremer” todo mundo confortavelmente usando essa fórmula básica.

2. Preocupe-se com o bem-estar dos seus colegas de trabalho

Mapeie onde os seus companheiros de escritório moram e, a partir daí, procure um espaço que seja relativamente conveniente para cada um deles. A criação de um local centralizado é a consideração mais importante no processo. Se você facilitar para que todos cheguem lá, você reterá mais talentos, existentes e futuros.

3. Esteja aberto para sublocar um escritório

Se você não tem dinheiro nem mesmo para procurar por uma sala comercial para alugar no Centro, talvez o melhor para o seu caso seja sublocar um escritório.

A sublocação, para quem ainda não ouviu falar nesse termo, trata-se de um tipo de locação de salas de escritório por período, no qual os profissionais de advocacia pagam pelo período em que utilizarem o espaço alugado.

Geralmente quem subloca os escritórios são advogados que “emprestam” os períodos não utilizados de suas agendas para pessoas que estão iniciando na profissão e não possuem um local próprio para atender ou, ainda, não têm dinheiro suficiente para investir em uma sala comercial à venda ou para alugar.

Hoje, há também no mercado muitas empresas que sublocam escritórios por período, o que permite ao profissional iniciante montar uma agenda semanal ou mensal específica só para atender clientes com processos em andamento.

4. Trabalhe com um corretor de imóveis em quem você confia

Erre pelo lado da cautela e não trabalhe com um corretor imobilliário que nunca encontrou um espaço de escritório para alguém que você conhece. Se por acaso você, seus familiares e amigos realmente não conhecem nenhum corretor para indicar, você pode recorrer à internet para a procura de bons profissionais.

Busque por corretores de imóveis no LinkedIn e no Facebook e veja o que os antigos clientes estão dizendo sobre eles on-line. Infelizmente, hoje em dia há muitos profissionais no mercado que vivem fazendo promessas que não podem cumprir.

Portanto, é importante escolher alguém que possa, de fato, te ajudar na procura por aquela sala comercial para alugar no Centro que você tanto procura.

5. Considere investir em uma sala de escritório em um espaço de trabalho colaborativo

Esta é provavelmente a sua melhor aposta se você está trabalhando com um orçamento apertado que exige um arranjo flexível e de baixo custo. Trabalhando em um espaço colaborativo, você também terá a chance de ficar perto de várias startups e até mesmo de outros advogados, que podem aumentar e muito a sua rede de contatos profissional.

Dependendo do tipo de escritório de advocacia que você tem em mente ou da quantidade de pessoas que pretende que trabalhem com você, pode ser possível alugar uma variedade de espaços, como ambientes amigáveis ​​para toda a equipe, recepções para secretárias individuais e até mesmo salas de reuniões inteiras.

Tudo isso, de hora em hora, semanalmente ou mensalmente, do jeito que você preferir.

O melhor de tudo é que, optando por trabalhar em espaços colaborativos, você não precisa nem se preocupar com eventuais prejuízos que possam vir a ocorrer caso não surjam clientes suficientes ou, por qualquer outro motivo, torne-se inviável para você continuar a ter um escritório de advocacia.

6. Certifique-se de que o proprietário do espaço é uma pessoa boa de se conviver (no caso de escritórios alugados, sublocados ou compartilhados)

Proprietários ruins estão em primeiro lugar na lista de chefes ruins. Eles podem tornar sua vida – e a vida de seus companheiros de escritório – muito infeliz. Para garantir que você possa conviver em paz com um proprietário educado e gentil, pergunte primeiro aos atuais utilizadores do espaço sobre como é trabalhar no local.

7. Saiba que tudo é negociável, até mesmo aluguel

Não há regras rígidas e rápidas quando se trata de arranjar um espaço de escritório. Por exemplo, só porque o aluguel de um escritório é anunciado como de R$ 1.000 por mês, isso não significa que ele seja de R$ 1.000 por mês.

Você deve sempre negociar o aluguel entre 5% e 20% abaixo do preço anunciado. Acredite: você ficará surpreso com o quanto as pessoas estão dispostas a abaixar o preço.

Inclusive, você pode até ser mais ousado e tentar pedir um aluguel grátis, dependendo do estado do mercado. Por exemplo, para cada ano em que você assina um contrato de locação, talvez você possa pedir o aluguel de um mês sem nenhum custo.

Então, se você estiver em um contrato de um ano, solicite um mês de aluguel grátis. Para um contrato de dois anos, peça dois meses sem aluguel. Embora pareça bom demais para ser verdade, isso é algo que agentes imobiliários comerciais fazem o tempo todo. E não há razão para você não poder fazer isso também.

O pior que pode acontecer é você receber um não.

E então, essas dicas foram úteis para você? Compartilhe o post nas redes sociais e divulgue-as para os seus amigos de profissão!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>